Copa Paulista: Mesmo já classificado, Votuporanguense adere ao Futebol Sustentável

Votuporanga, SP, 14 (AFI) – Após muito sucesso na primeira fase que teve a Arena Plínio Marin sempre com bom público, a Votuporanguense adere mais uma vez ao projeto “Futebol Sustentável” para contar com a sua torcida para se manter na vice-liderança do Grupo 1 da Copa Paulista. Dessa vez a partida será contra o Olímpia, em jogo válido pela 14ª e última rodada da fase de grupos, no domingo, às 10h.
O projeto que troca duas garrafas pets por um ingresso é da Federação Paulista de Futebol (FPF) que, é idealizado pelo presidente Reinaldo Carneiro Bastos, e projetado pelo empresário Edivaldo Ferraz, da empresa E&L Marketing Esportivo. Para o duelo, a entidade destinou uma carga de 3.000 bilhetes, todos para o setor 03. As trocas estão acontecendo no estádio do jogo, das 9h ás 18h, até a data da partida ou enquanto durarem os estoques de ingressos.
FOCO NA RODADA
Já pensando nessa última partida da primeira fase, o técnico Ito Roque comandou um treino na reapresentação dos jogadores, focado nos fundamentos de passes e finalizações. O comandante elaborou um treinamento tático, no qual começou a esboçar uma equipe considerada titular.

APOIO JAMAIS VISTO
O grande idealizador do Projeto Futebol Sustentável é o presidente da Federação Paulista de Futebol (FPF), Reinaldo Carneiro Bastos, que tem dado uma atenção jamais vista aos clubes do interior. O programa é executado pelo empresário Edivaldo Ferraz, da E&L Marketing Esportivo.

“É uma alegria imensa ver os estádios do interior novamente cheios. Ainda mais feliz em saber que muitas pessoas estão sendo beneficiadas com as trocas das garrafas pet. É um projeto social. Uma ideia que uniu o útil ao agradável e hoje é um sucesso.O presidente Reinaldo Carneiro Bastos contribui fortemente com todos os filiados, apoiando de forma inédita os clubes da Segundona. Estamos no caminho certo, realizando um trabalho muito sério com o programa Futebol Sustentável”, completou Edivaldo.
A ideia do projeto é simples: duas garrafas pets podem ser trocadas por um ingresso. Todos são beneficiados: o meio ambiente, pois ajuda no combate à dengue, as entidades sociais e as famílias, que têm retornado aos estádios. Desde a sua implantação, o projeto já beneficiou mais de 800 mil torcedores e arrecadou mais de dois milhões de garrafas pet.